Noticias

cartao humanitarioEm uma ação inédita no Brasil, a Cruz Vermelha de Minas Gerais lançou, na manhã desta sexta-feira, 21 de janeiro, o Cartão Humanitário. A Sedese, por meio do programa Recupera Minas, vai selecionar cerca de 5 mil famílias atingidas pela chuva para receber o benefício.

O Cartão é um modelo já utilizado pela Cruz Vermelha em outros países. A ideia é que as pessoas façam doações de qualquer valor através do pix para uma conta da instituição, que repassará os recursos para os beneficiários. Qualquer pessoa pode doar.

As famílias receberão o valor de R$250,00 e poderão comprar os itens que mais necessitam. O vice-presidente da Cruz Vermelha de Minas Gerais, Bernardo Eliazar, explicou que o valor foi definido a partir de um estudo realizado pela instituição. “Com este valor uma família, com 5 pessoas, teria um sustento digno durante 60 dias”.

Além disso, Eliazar destacou que as famílias que serão ajudadas são as que foram impactadas diretamente pelas chuvas. “Elas serão atendidas de acordo com as informações passadas pelos munícipios e, a partir disso, vamos fazer um recorte para atender as famílias com o menor IDH do estado”.
bernardo

Para o Tenente Coronel Sandro, da Defesa Civil, o cartão vai facilitar muito a logística para ajudar essas famílias, além de diminuir os custos. “Estamos promovendo a possibilidade de autonomia e escolha para essas famílias, além fomentar a economia local”.

Henrique Carvalho, Superintendente de Integração e Segurança Alimentar e Nutricional da Sedese, destacou que a ação, que reúne os três setores da sociedade, é de extrema importância, uma vez que o governo não deve atuar sozinho. “Precisamos criar alianças e forças para enfrentar os problemas do nosso estado”.

Segundo a Cruz Vermelha, o cartão será perene e utilizado para outras ações da instituição no enfrentamento de outros desastres, como seca, pandemia, etc. “A princípio temos esse mote de 5 mil famílias, mas acreditamos que a gente consegue alcançar um número muito superior a isso para os próximos tempos”, finalizou o vice-presidente.

Site Sedese Minicurso DHEstão abertas as inscrições para o Minicurso de Direitos Humanos e Temáticas Especiais ofertado pela Escola de Formação em Direitos Humanos (EFDH) da Sedese. O curso tem como objetivo ofertar a formação em temáticas relevantes aos Direitos Humanos que ainda não haviam sido abordadas em outras capacitações ofertadas pela Escola.

A iniciativa visa consolidar a política de educação em Direitos Humanos em Minas Gerais, contribuindo para a formação dos profissionais e estudantes que atuam transversalmente, na promoção e proteção dos direitos, tendo como público os agentes públicos estaduais e municipais, estudantes universitários e membros da sociedade civil.

O curso será ministrado 100% online pela plataforma Moodle e contará com os seguintes temas: Introdução aos Direitos Humanos; Educação em Direitos Humanos; Trabalho Escravo e Tráfico de Pessoas; Diversidade Religiosa; Direitos do Migrantes, Refugiados e Apátridas, além de um módulo trazendo a relevância da participação social para o desenvolvimento das políticas públicas de Direitos Humanos, abordando e apresentando aos cursistas a atuação dos Comitês das respectivas pautas.

As inscrições seguem até o dia 03/02, ou até o preenchimento das 1.500 vagas ofertadas. Para realizar a formação e ter acesso ao certificado, o cursista deverá completar todo o percurso formativo proposto pelo curso, além de obter a média de 60% de aproveitamento no questionário avaliativo final.

Inscrições: https://serdh.mg.gov.br/inscricao 

Período de inscrição: 20/1 à 3/2/22 ou até o preenchimento das 1500 vagas.

Início do Curso: 10/02/2021

Carga horária: 20 horas.

Duração: 2 meses.

Importante: É necessário o uso do e-mail pessoal para inscrição.

siteGestores, Conselheiros, representantes de entidades socioassistenciais e trabalhadores dos órãos gestores e das secretarias executivas dos Conselhos Municipais de Assistência Social poderão participar, no dia 03/02, do Encontro Virtual “Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil no contexto das ofertas do Sistema Único de Assistência Social no estado de Minas Gerais”.

O evento organizado pela Sedese, por meio da Subsecretaria de Assistência Social (Subas), vai discutir o regime jurídico das parcerias entre a Administração Pública Estadual com Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

A ação será transmitida ao vivo pelo Youtube, no canal oficial da SEDESE, e os interessados deverão acessar o Sistema de Gestão das Capacitações (Siscap) para realizar a sua inscrição e garantir sua vaga.

  

Dia da transmissão: 03/02/2022; 

Horário: De 14h30 às 17h30; 

Público-alvo: Gestores, conselheiros, representantes das entidades socioassistenciais e trabalhadores do orgão gestor e da secretaria executiva dos conselhos municipais.

Carga Horária: 3h; 

Período de Inscrição: até o dia 02/02/2022.

Link de inscrição: https://bit.ly/3qBizeD

 

O link para acesso ao encontro será encaminhado para o e-mail informado no momento da inscrição. Por isso é necessário que seja informado um endereço eletrônico de uso pessoal. Salientamos que é importante ficar atento(a) à caixa de entrada e à pasta "Spam" do e-mail informado no ato da inscrição.

Importante: Para ter acesso à declaração de participação é necessária a realização de inscrição prévia, bem como o registro de presença no dia do encontro.

O participante terá acesso à sua declaração no mesmo link em que realizou a sua inscrição, em até 3 (três) dias a contar da data de encerramento da ação.

Em caso de dúvidas e/ou dificuldades para realizar as inscrições, os interessados podem entrar em contato por meio do e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MGGoverno de Minas vai destinar R$ 1.200 por pessoa desabrigada ou desalojada no Estado em decorrência das fortes chuvas. A medida integra o plano Recupera Minas, anunciado nesta terça-feira (18/1) pelo governador Romeu Zema. O benefício será pago em três parcelas mensais de R$ 400 a partir de fevereiro, totalizando R$ 78 milhões em recursos estaduais e beneficiando mais de 60 mil pessoas.

Romeu Zema ressaltou a necessidade da ajuda às vítimas. “Vamos criar o auxílio desabrigado, para que, quem teve suas casas destruídas, tenha condições de passar por esse momento tão difícil. Ou seja, uma família de cinco pessoas vai receber R$ 2 mil por mês”, afirmou o governador em coletiva virtual à imprensa.BenefícioSegundo o secretário-geral do Estado, Mateus Simões, estão contemplados nesse benefício eventual as pessoas registradas como desabrigadas ou desalojadas por seus municípios até esta segunda-feira (17/1). “A operacionalização desse pagamento será feita pelos municípios, porque na lógica legal o controle da população desabrigada e desalojada é feita localmente, então será entregue ao município que deverá entregar às pessoas que estão previamente cadastradas. A data de corte desse benefício foi ontem (17/1), então estão contempladas todas as pessoas desabrigadas e desalojadas até ontem. Os municípios já haviam nos enviado as informações e os dados já superam 60 mil pessoas”, pontuou Simões.

Geladeiras, energia e águaOutras ações para benefício direto da população também estão sendo adotadas pelo governo mineiro, como a doação de 5 mil geladeiras pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Esses eletrodomésticos serão distribuídos de forma proporcional ao número de famílias de baixa renda de municípios em situação de emergência ou de calamidade pública em decorrência das chuvas e que tenham o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) menor que 0,6.

“A Secretaria de Estado de Desenvolvido Social está acompanhando com a Cemig os critérios que estão sendo utilizados para que a gente atenda o público que mais precisa, substituindo o eletrodoméstico que foi estragado ou destruído”, destacou o secretário-geral.Também serão adotadas medidas diferenciadas nas tarifas da Cemig e da Copasa nas localidades atingidas, com suspensão da cobrança em alguns casos e parcelamentos de débitos em até 24 vezes.Plano Recupera MinasO plano Recupera Minas foi criado após força-tarefa do Estado para mapear os principais danos causados pelas chuvas e criar ações para recuperação dos estragos danos. Ao todo, serão R$ 600 milhões em recursos estaduais.Os investimentos estaduais estão divididos em três eixos: auxílio às pessoas, apoio aos municípios e infraestrutura estadual. Um quarto eixo será formado por doações da sociedade civil em que o Governo de Minas dará suporte para que o apoio chegue aos municípios e às pessoas atingidas.

 

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

WhatsApp Image 2022 01 12 at 17.05.45Gestores, conselheiros e trabalhadores do SUAS do estado de Minas Gerais já podem se inscrever no curso de capacitação on-line sobre o Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho).

A iniciativa da Sedese, por meio da Subsecretaria de Assistência Social (Subas), é destinada à qualificação de profissionais da Política de Assistência Social de Minas Gerais dos municípios que aderiram ao programa.

Ofertado em parceria com a Faculdade Polis Civitas, o curso terá início em 31 de janeiro, na modalidade 100% on-line. As atividades serão ministradas por um renomado profissional da área e contarão com um mix metodológico de materiais didáticos, aulas gravadas e ao vivo, fóruns de discussão e atividades avaliativas.

O curso abordará o funcionamento, organização e execução do programa, dividido em 3 módulos, com carga horária de 40h.

Início do curso: 31/01/2022

Encerramento: 31/03/2022

Carga Horária: 40h (com momentos síncronos e assíncronos em ambiente virtual de aprendizagem)

Inscrição: até 31 de janeiro de 2022

Link de inscrição: https://poliscivitas.com.br/sedese/ 

Na data de início da capacitação, os inscritos receberão no e-mail indicado no momento da inscrição, as orientações sobre a oferta da capacitação e acesso a aula inaugural on-line ao vivo.  

Mais informações sobre o processo de inscrição podem ser obtidas pelo canal de WhatsApp da Faculdade Polis Civitas: (41) 9.9249-2486.

Outras informações poderão ser obtidas através do endereço de e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

LOGO BRANCA

 

   Selo OGE

 

 Marca Participacao PNPC

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - SEDESE

CNPJ: 05.465.167/0001-41

 

Endereço:

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves 

Rodovia Papa João Paulo II, 4.143

Prédio Minas, 14º andar

Bairro Serra Verde - Belo Horizonte/MG

CEP: 31630-900

 

Siga nossas redes:

 facebook     twitter instagram   

 

Horário de funcionamento:

08:00h às 18:00h 

 

Aspectos legais e responsabilidades

Política de Privacidade