Minas Gerais registrou em abril de 2018 o segundo maior saldo de empregos no país, com a geração de 23.563 postos de trabalho, perdendo apenas para São Paulo (44.426). Os dados, consolidados pela Assessoria de Gestão do Observatório do Trabalho da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. No ranking dos cinco maiores saldos aparecem ainda os estados do Paraná (9.228), Goiás (8.791) e o Rio de Janeiro (7.320).

 Em relação ao mesmo mês do ano passado, Minas ampliou em 8.745 o saldo de vagas de emprego. Praticamente todos os setores tiveram desempenho positivo em abril, com exceção dos serviços da indústria de utilidade pública, com perda de 17 vagas. A maior geração de postos de trabalho ficou com o segmento de Serviços (9.879), seguido pela Agricultura, extrativa vegetal, caça e pesca (4.544); Indústria de transformação (3.577); Construção civil (3.383), Comércio (1.882) e Extrativa mineral (225). A Administração pública teve saldo de 90 vagas.

 Por município, os dez maiores saldos de emprego em abril de 2018 ficaram com Belo Horizonte (6.051), Paracatu (1.318), Ipatinga (1184), Contagem (763), João Pinheiro (514), além de Juiz de Fora (492), Nova Lima (476), Alfenas (469), Três Pontas (426) e Passos (399).

No primeiro quadrimestre do ano (jan-abr/2018), Minas Gerais registrou um saldo de 53.336, ficando também atrás de São Paulo (125.203), e seguido pelos estados do Rio Grande do Sul (42.208), Santa Catarina (40.924), Paraná (35.082) e Goiás (24.972). Em relação ao mesmo período do ano passado, a geração de postos de trabalho no Estado registrou uma expansão de 29.684 postos.

Os dados mostram que mesmo com a crise, Minas Gerais conseguiu ampliar a geração de postos de trabalho. Somado a isso, o estado manteve as ações que vêm sendo desenvolvidas pela Sedese como, por exemplo, o projeto Busca Ativa, que facilita a captação e intermediação de vagas nas 134 postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) no Estado.