O Governo de Minas Gerais vai criar um Gabinete de Crise para monitorar e integrar as ações no município de Barão de Cocais, na região Central, devido ao risco de rompimento da barragem Gongo Soco. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (5/6), após o governador Romeu Zema e a secretária Elizabeth Jucá sobrevoarem o local e se reunir com o prefeito Décio Geraldo Santos e secretários municipais para monitorar a situação e acompanhar os trabalhos das forças de segurança do Estado. 

Acompanhado do coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Evandro Borges, e da secretária Elizabeth Jucá, o governador esteve no centro de comando montado na cidade e ressaltou a atenção dada à região, já que desde 8 de fevereiro equipes do governo atuam no monitoramento das barragens e no atendimento à população afetada. 

"Desde 8 de fevereiro, temos monitorado a situação, quase minuto a minuto. Estamos acompanhando todas as ações para que a população se sinta segura e, caso algo pior venha a acontecer, a evacuação aconteça de forma rápida e sem nenhuma vítima", afirmou o governador em coletiva à imprensa.

"Vindo pessoalmente, vejo que tudo isso foi estruturado desde que a insegurança da barragem foi detectada. A Defesa Civil mostrou-se totalmente capaz de fazer isso, junto com a prefeitura, além do apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar", completou. 

Zema garantiu que todo o suporte possível continuará sendo dado pelo Estado aos moradores. "Fico triste por saber que toda essa incerteza afeta a comunidade de forma acentuada. Mas estou aqui pra tranquilizar as pessoas. O governo está ao lado de Barão de Cocais e da população em qualquer situação", acrescentou, citando ainda as ações da gestão estadual para evitar que situações como as vividas em Brumadinho, Mariana e, agora, Barão de Cocais, se repitam, entre elas o descomissionamento das barragens de rejeito existentes em Minas.
 
A criação de um gabinete de crise, assim como ocorreu após a tragédia de Brumadinho, em janeiro deste ano, tem como objetivo fortalecer planos de ação, capacitar funcionários do município, articular órgãos e acompanhar de forma integrada todas as ações executadas na cidade e em diferentes áreas, entre elas os atendimentos de saúde e assistência social. 

"A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social está aqui em Barão de Cocais com sua equipe desde 8 de fevereiro. Nosso objetivo era auxiliar a Secretaria Municipal de Assistência Social sobre como tratar as famílias desalojadas. Trouxemos nossa expertise da atuação em Mariana e Brumadinho. Hoje, foi falado sobre a formação de um gabinete de crise. Vamos trazer todas as experiências de Brumadinhio para discutir em Barão de Cocais", explica a secretária Elizabeth Jucá. 

Ação 

O coordenador da Defesa Civil, coronel Evandro Borges, pontuou ações adotadas pelo órgão no local. "Participamos do processo de evacuação, foi elaborado plano de contingência. Temos mantido equipe no municípios de forma ininterrupta, realizamos simulado nos municípios. As pessoas estão conscientes e treinadas sobre o que devem fazer. A Defesa Civil tem o papel de evitar perdas de vidas humanas e efeitos de um desastre", disse. 

Acompanhado de secretários municipais, o prefeito de Barão de Cocais, Décio Santos, destacou a importância da presença do governador in loco. "O Estado está aqui desde 8 de fevereiro e a presença do governador tem papel prepoderante para a gente. Hoje foi dia importante com o governador nos ajudando a lutar contra tudo isso", finalizou. 

Também participaram da visita o deputado estadual Tito Torres, o subsecretário de Regularização Ambiental, Hildelbrando Canabrava, representantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.

Veja aqui as fotos:



Fotos - Gil Leonardi/Imprensa MG