A Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) está enviando pelos Correios cerca de nove mil exemplares de três cadernos técnicos construídos em parceria com a Associação Mineira de Municípios (AMM), dentro do Programa Qualifica Suas, que vão orientar a atuação de gestores e trabalhadores da assistência social dos municípios mineiros. São eles: “Política de Atendimento ao Adolescente em Cumprimento de Medida Socioeducativa em Meio Aberto no Estado de Minas Gerais”, o “Diário de Campo: a Supervisão Técnica Regional em Minas Gerais” e o caderno de orientações “Nas Trilhas da Regionalização da Proteção Especial em Minas Gerais”. Esse último será distribuído também aos alunos do Capacita Suas.

A Política de Atendimento ao Adolescente foi construída de forma coletiva, com a participação de representantes de várias secretarias estaduais, do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas), do Conselho Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), no Ministério Público e da sociedade civil organizada com o objetivo de apresentar os princípios de atendimento aos adolescentes autores de ato infracional em cumprimento de medidas socioeducativas.

O caderno da Supervisão Técnica Regional em Minas Gerais tem a finalidade de apresentar estratégias metodológicas de Supervisão Técnica Regional em Minas Gerais. Por meio das experiências relatadas pelos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas), o material foi elaborado para auxiliar os gestores e trabalhadores em questões relacionadas aos seus processos cotidianos durante a prática profissional e, assim, melhorar a qualidade dos serviços, programas, projetos e benefícios ofertados em toda a rede.

“Nas Trilhas da Regionalização da Proteção Especial em Minas Gerais” trata-se de um caderno de orientações que contempla desde a gestão e atendimento compartilhado dos serviços regionalizados de Proteção Social Especial do estado até o reordenamento das unidades de acolhimento, entre outros assuntos. Esse material será encaminhado a partir da próxima semana para todos os municípios.

“A gente espera que os gestores possam se espelhar, beber nessas fontes para pensar na supervisão técnica, para organizar o atendimento aos adolescentes em cumprimento das medidas socioeducativas. E o caderno de orientações, esperamos que colabore com a implantação da Proteção Especial no estado”, afirmou o superintendente de Capacitação, Monitoramento, Controle e Avaliação de Políticas de Assistência Social, Jaime Rabelo.

Enviar para impressão